Buscar

BRASIL E ALEMANHA ACERTAM PLANO SOBRE TERRAS-RARAS


A secretária executiva do MCTI reforçou entendimento firmado em agosto por agilidade nas tratativas entre os dois países.

Brasileiros e alemães reuniram-se nesta semana para definir as ações de parceria entre os dois países para a utilização de terras-raras e acertaram a criação de um calendário para aprofundamento da parceria em torno da matéria-prima."Com esse trabalho já iniciado, esperamos que, em novembro, mesmo que seja por videoconferência, nos encontremos com mais dados e informações, a fim de finalizar a primeira etapa, porque o entendimento entre a presidenta Dilma Rousseff e a chanceler Angela Merkel foi de que desenvolvamos essa parceria o mais rápido e da forma mais frutífera possível", disse a secretária executiva do MCTI, Emília Ribeiro.

O representante dos alemães no encontro, Lothar Mennicken, reforçou que a cooperação necessita de "um impulso constante" para dar agilidade ao processo. "A delegação alemã veio conhecer projetos em andamento na área de terras-raras", relatou. "E, para facilitar a interação com pesquisadores alemães, a ideia é oferecer um instrumento que financie atividades de mobilidade, intercâmbio e colaboração.

Segundo o diretor de Transformação e Tecnologia Mineral do Ministério de Minas e Energia, Elzivir Guerra, o governo brasileiro elencou como prioritário o desenvolvimento conjunto de ímãs, catalisadores e ligas de aço ou ferro com base em terras-raras.

"Também destacamos a recuperação ambiental de áreas mineradas, com o fechamento de minas; a geologia marinha, para aproveitar recursos minerais de origem oceânica; e a formação, capacitação, treinamento e intercâmbio de pesquisadores especializados nesses elementos", afirmou.

O subsecretário de Coordenação das Unidades de Pesquisa do Ministério de Ciência e Tecnologia, Adalberto Fazzio, reiterou a necessidade de concentrar esforços na produção de ímãs, em escala industrial."Estamos caminhando nessa direção com a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii), que tem uma cooperação com o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) e a Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (Certi)", informou. "Essa parceria tem que ser vista além do olhar acadêmico. Nossas empresas têm condições de fabricar esses itens, ao lado da iniciativa privada alemã.

Fonte/créditos

Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação

http://www.brasil.gov.br/ciencia-e-tecnologia/2015/09/brasil-e-alemanha-acertam-plano-sobre-terras-raras.

Por Portal Brasil Online

#mineral #mining #minería #mineração #mineraçãonoespaço #CongressoBrasileirodeMineração #terrasraras

Parceiros 
Tec Mineração.jpg
CPRM.jpg
ANBEM.jpg

 Entre em Contato

  • facebook64x64
  • Clube da Mineração
  • twitter64x64
CETEM.jpg
LAPROM.jpg
ANM.jpg
logo-cba.png

© 2014 Clube da Mineração - Brasil