Parceiros 
Tec Mineração.jpg
CPRM.jpg
ANBEM.jpg
CETEM.jpg
LAPROM.jpg
ANM.jpg
logo-cba.png
  • facebook64x64
  • Clube da Mineração
  • twitter64x64

 Entre em Contato

© 2014 Clube da Mineração - Brasil

Buscar

AS PROPRIEDADES DOS MINERAIS


Fonte: Vídeo por Paulo Lisboa

Assista o vídeo educativo sobre as propriedades dos minerais

Os minerais e as suas propriedades físicas e químicas

O que é um mineral?

Mineral é um corpo natural sólido e cristalino formado em resultado da interação de processos físico-químicos em ambientes geológicos.

Cada mineral é classificado e denominado não apenas com base na sua composição química, mas também na estrutura cristalina dos materiais que o compõem. Em resultado dessa distinção, materiais com a mesma composição química podem constituir minerais totalmente distintos em resultado de meras diferenças estruturais na forma como os seus átomos ou moléculas se arranjam espacialmente (como por exemplo a grafite e o diamante). Os minerais variam na sua composição desde elementos químicos, em estado puro ou quase puro, e sais simples a silicatos complexos com milhares de formas conhecidas. Propriedades físicas dos minerais

As propriedades físicas e morfológicas de um mineral, que são decorrentes das suas composições químicas e das suas estruturas cristalinas, servem como critério para a identificação do mesmo. São elas:

Cor: Pode variar devido a impurezas existentes em minerais. A origem da cor nos minerais está principalmente ligada à presença de iões metálicos, fenómenos de transferência de carga e efeitos da radiação ionizante. Sendo que os minerais podem ser idiocromáticos (uma única cor) ou alocromáricos (apresentam diversas cores).

Brilho: Depende da absorção, refracção ou reflexão da luz pelas superfícies frescas de fractura do mineral. Os brilhos são em geral agrupados em: metálico e não metálico ouvulgar. Diz-se que o brilho é não metálico, ou vulgar, quando não é semelhante aos dos metais. Dentro das grandes classes atrás apontadas, o brilho de um mineral pode ser descrito como:

  • Brilhos não metálicos:

  • Acetinado;

  • Adamantino;

  • Ceroso;

  • Nacarado;

  • Resinoso;

  • Vítreo;

  • Brilhos metálicos:

  • Metálico;

  • Submetálico.

Traço (ou risca): A cor do traço de um mineral pode ser observada quando uma louça ou porcelana branca é riscada. O traço de um mineral fornece uma importante característica para sua identificação, já que permite diferenciar materiais com cores e brilhos similares.

Clivagem: É a forma como muitos minerais se quebram seguindo planos relacionados com a estrutura molecular interna, paralelos às possíveis faces do cristal que formariam. A clivagem pode ser descrita como pobre, boa e perfeita. Os tipos de clivagem são descritos pelo número e direcção dos planos de clivagem.

Dureza: Expressa a resistência de um mineral à abrasão ou ao risco. Ela reflecte a força de ligação dos átomos, iões ou moléculas que formam a estrutura. A escala de dureza mais frequentemente utilizada, apesar da variação da dureza nela não ser gradativa ou proporcional, é a escala de Mohs, que consta dos seguintes minerais de referência (ordenados por dureza crescente):

Densidade: É a medição directa da densidade mássica, medida pela relação directa entre a massa e o volume do mineral.

Propriedades químicas dos minerais

Os minerais podem ser também classificados de acordo com a sua composição química, havendo várias classificações para isso. São elas:

  • Silicatos (ricos em sílica);

  • Carbonatos (contém o íon (CO3)2-);

  • Sulfatos (contém o íon SO4);

  • Halóides (formam sais naturais);

  • Óxidos (contém o íon O2-);

  • Fosfatos (contém o íon PO44-);

  • Elementos nativos (não tem íon dominante).

Texto completo

Fontes/créditos:

blog:

fhttp://e-portfolio-juhche.blogspot.com.br/2012/03/os-minerais-e-as-suas-propriedades.html

Por Joana Campos

#mineral #mining #minería #mineração #geologia #propriedadesdosminerais