Buscar

CBA FORTALECE CULTURA DA SEGURANÇA EM MIRAÍ COM MAIS UM SIMULADO DE EMERGÊNCIA DE BARRAGEM

Realizado em conjunto com a Defesa Civil, exercício é fundamental para moradores conhecerem rota de fuga e pontos de encontro da Zona de Autossalvamento da barragem.

A Companhia Brasileira de Alumínio (CBA) investe constantemente na segurança de suas operações e em iniciativas de prevenção no entorno de suas Unidades na Zona da Mata Mineira, em conjunto com as Defesas Civis Municipais e Estadual e demais forças de segurança pública. Para fortalecer essa cultura da segurança e reforçar com a comunidade local ações a serem adotadas em uma eventual situação de emergência, a Empresa realizou ontem, dia 20, o Simulado Anual de Emergência de Barragem, de forma presencial, em Miraí.

A ação é fundamental para orientar empregados e empregadas e moradores(as) da Zona de Autossalvamento (ZAS) do município sobre como agir de forma preventiva.

O gerente das Unidades da CBA na Zona da Mata Mineira, Christian Fonseca de Andrade, destaca a relevância do exercício para moradores inseridos na ZAS. “A segurança é um valor inegociável para a CBA. É fundamental que a população se familiarize com as sirenes e assimile as rotas de fuga e os pontos de encontro, garantindo a efetividade do plano de emergência da barragem. Esse exercício demonstra o nosso compromisso com os órgãos de segurança pública e com o desenvolvimento da cultura de segurança na região”, reforça.

A ação contou com a participação de 150 moradores, o que representou 73% das pessoas cadastradas na ZAS. Todos(as) os(as) participantes percorreram a rota de fuga, que possui oito pontos de encontro e seis sirenes instaladas.

"Esse simulado é importante para a gente ter ciência do que está acontecendo em nossa comunidade e para ter segurança. Fiz questão de participar este ano e gostei muito da assistência, inclusive nos dias anteriores. Conversaram com a gente, fizeram o convite e trocaram as placas”, diz Delton Macedo da Silva, morador da ZAS.

O simulado faz parte do Plano de Ações Emergenciais para Barragens de Mineração – PAEBM, em alinhamento às práticas de segurança e gestão de barragens, em cumprimento às legislações vigentes (Portaria 70.389/17, da ANM, e Lei Estadual nº 23.291, de 2019). A ação contou com a participação X servidores das Defesas Civis estadual e municipais, Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Militar, Polícia Militar de Meio Ambiente e profissionais da CBA.



O Simulado

O acionamento das sirenes aconteceu às 14 horas. Moradores deixaram suas casas e percorreram a rota de fuga, devidamente sinalizada com placas informativas, até o ponto de encontro mais próximo, local seguro conforme mapeamento realizado em parceria com as Defesas Civis municipais.

Nos respectivos pontos, os(as) participantes responderam à pesquisa que avalia todas as condições do processo, desde a clareza da mensagem divulgada pelas sirenes até o tempo de chegada, e se o(a) morador(a) teve alguma dificuldade durante o deslocamento. As informações serão usadas para a melhoria contínua das ações de desenvolvimento da cultura de segurança.

Barragem Miraí

A barragem de Miraí, construída em etapa única, opera desde 2008 e atende aos mais altos critérios de segurança. O rejeito contido ali é composto de água, argila, areia e bauxita. A água da barragem é reutilizada no processo de beneficiamento. A Companhia conta também com uma Estação de Tratamento de Água – ETA, que realiza o tratamento da água que retorna para o Rio Preto atendendo a todos os parâmetros legais de lançamento.


Fontes/Créditos:

Assessoria de Imprensa CBA – Ideia Comunicação

Ângelo Franco – angelo.franco@ideiacom.com.br | (31) 9.8435-9237

Josiane Souza – josiane.souza@ideiacom.com.br | (31) 9.8417-3130



Mineração - Mining - Minería - CBA

0 comentário