Buscar

A VALE DIVULGA SEU RESULTADO FINANCEIRO (3º TRIMESTRE DE 2022)

No 3T22, a Vale reportou um EBITDA ajustado proforma de operações continuadas de US$ 4,002 bilhões, US$ 1,532 bilhão abaixo do 2T22, refletindo, principalmente, a queda nos preços de minério de ferro e níquel.

No 3T22, a Vale relatou um EBITDA ajustado proforma de operações continuadas de US$ 4,002 bilhões, US$ 1,532 bilhão abaixo do 2T22, refletindo, principalmente, a queda nos preços de minério de ferro e níquel.

Além disso, reportou um Fluxo de Caixa Livre das Operações de US$ 2,164 bilhões, estável t/t, atingindo uma conversão de caixa de 54% do EBITDA proforma, versus 41% no 2T22. A melhor conversão de caixa é explicada, principalmente, pelo impacto positivo do capital de giro no trimestre e pelo menor imposto de renda pago.


Alocação de capital disciplinada


Investimentos de US$ 1,230 bilhão, incluindo investimentos de crescimento e manutenção, uma queda de US$ 63 milhões em relação ao 2T22, principalmente, devido ao menor desembolso no projeto solar Sol do Cerrado devido às entregas de equipamento no último trimestre.

Dívida bruta e arrendamentos de US$ 12,204 bilhões em 30 de setembro de 2022, US$ 404 milhões menor t/t, devido, em grande parte, pela amortização de empréstimos bancários (US$ 300 milhões).

Dívida líquida expandida de US$ 13,3 bilhões, após uma revisão de seu conceito para melhor alinhamento às práticas de mercado e melhor informar à gestão na tomada de decisões de alocação de capital. A revisão foi para excluir os compromissos operacionais e regulatórios, mas mantendo a meta de alavancagem de US$ 10-20 bilhões.



Fontes/Créditos:

VALE/Negócios

http://www.vale.com/brasil/pt/business/reports/3t22/paginas/default.aspx



Mineração - Mining - Minería - Vale

0 comentário