Buscar

TERRAS RARAS " O MINÉRIO DA VEZ "


Estratégicos, com nome enigmático e nas mãos dos chineses. Os elementos de terras-raras estão na tecnologia de ponta. Senado quer Brasil nesse mercado

Terras-raras, depois de separadas em óxidos de cada um de seus elementos, têm cada vez mais aplicações relacionadas inclusive à chamada economia verde (Foto: Gary W. Meek/Georgia Tech)

As aplicações das terras raras são as mais variadas: de motores elétricos híbridos e catalisadores a turbinas eólicas, telas de LCD e trilhos para trens de levitação magnética, etc..

Nem terras, nem raras. E concentradas em um só país. Essas são algumas características das terras-raras, nome dado a 17 elementos químicos da tabela periódica que ganham cada vez mais destaque nas evoluções tecnológicas da atualidade. Isso porque, pelas características eletrônicas, magnéticas, ópticas e catalíticas, melhoram o desempenho de materiais que integram lâmpadas, telas de celulares ou motores e baterias.

Mesmo chamados de raros, os elementos estão mais presentes no subsolo do planeta que metais como prata, ouro e platina. Ainda assim, são considerados estratégicos, o “ouro do século 21”.

Cientes disso, a partir do final dos anos 80, os chineses, com reservas fartas, mão de obra barata e baixos preços, passaram a controlar o mercado. Com isso, empreendimentos pelo mundo afora, mesmo em países que têm os minerais, perderam competitividade e fecharam. Com quase 100% das vendas internacionais, a China regulou a produção, o que fez com que os preços saltassem em 2011, causando uma nova corrida mundial para a produção desses elementos.

“Há 100 anos, o Brasil era um dos maiores produtores de terras-raras, mas, em função de a China possuir as maiores reservas e se tornar um grande produtor, os outros países negligenciaram esse aspecto estratégico”, informa o secretário de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Alvaro Prata.

Apesar de ter praticamente abandonado a produção, o Brasil, que já foi o maior produtor mundial, conta com boas reservas de elementos de terras-raras (ETRs). Para conhecer melhor as terras-raras de que o Brasil dispõe, o Serviço Geológico do Brasil (CPRM) está conduzindo um levantamento que deve ficar pronto em 2014, financiado por R$ 18,5 milhões do Programa de Aceleração do Crescimento — PAC.

Reportagem completa no: http://www.senado.gov.br/noticias/Jornal/emdiscussao/terras-raras/contexto/terras-raras-o-minerio-da-vez.aspx

Creditos: Senado Federal / Brasília DF

#terrasraras #elementosterrasraras #ree #mining #minería #mineral #mineração

Parceiros 
Tec Mineração.jpg
CPRM.jpg
CETEM.jpg
LAPROM.jpg
logo-cba.png
  • facebook64x64
  • Clube da Mineração
  • twitter64x64
ANBEM.jpg
ANM.jpg

 Entre em Contato

© 2014 Clube da Mineração - Brasil